Home Governo de Portugal DGPC Home UNESCO
English Version

Exposição - Reino - de Pedro Valdez Cardoso, até 8 de março

Tomar, 22/10/2014

A exposição "Reino", de Pedro Valdez Cardoso, inaugurada no Convento de Cristo no passado dia 1 de novembro de 2014, inicia um ciclo anual de seis exposições individuais de Arte Contemporânea.

Este ciclo de exposições resulta da parceria entre o Convento de Cristo e o Projeto Travessa da Ermida de Belém e decorre entre novembro de 2014 e dezembro de 2015, trazendo ao monumento artistas de renome internacional como Vasco Araújo, Susanne Themlitz, Miguel Palma, entre outros.

As exposições pretendem cruzar a linguagem contemporânea com os conceitos de património histórico e cultural estabelecendo, deste modo, um diálogo aberto com esse património e as comunidades envolventes.

Em "Reino", Pedro Valdez Cardoso congrega no Convento de Cristo, em Tomar, um núcleo de dez obras de grande escala que encerram em si e no seu conjunto, uma dimensão histórica, cultural e social análoga a vários períodos da história do Convento. A um conjunto de obras datadas entre 2008 e 2013, o Artista apresenta ainda quatro obras inéditas realizadas a partir das especificidades históricas e iconográficas do espaço expositivo.

O extenso espectro temporal, o decurso do tempo no espaço, que a edificação do próprio Convento encerra em quase 900 anos da História de Portugal, constitui o mote e a inspiração de leitura de Reino, e simultaneamente, o paralelismo que Valdez Cardoso estabelece entre este espaço e o seu próprio fazer artístico.

"Reino" está patente até dia 8 de março de 2015, das 9H00 às 17H30, de segunda a domingo.

 

The order of today is the disorder of tomorrow, 2008

Madeira, tachas, tinta de esmalte, palha, franjas, botões, máscaras de macaco, perucas de época, ananases e folhas de plástico, botões metálicos, pompons, alfinetes de dama, cordão, roldana, tecido de damasco, decorações em gesso, vasos de plástico e poliuretano.

Coleção Caixa Geral de Depósitos

 

Pedro Valdez Cardoso (Lisboa, 1974)

Vive e trabalha em Lisboa.

Das exposições individuais, destacam-se: The Devil's Breath - Parte III, MACE - Museu de Arte contemporânea de Elvas (2014); Discurso do Método, IVAM - Instituto Valenciano de Arte Moderno, Valência, Espanha (2013); Pedra que rola não cria limo, Galeria do Parque/Fundação EDP, Vila Nova da Barquinha (2013); Quarto sem vista, Museu de Arte Contemporânea do Funchal, Madeira (2011); O Peso da História, Museu Nacional de Soares dos Reis, Porto (2011); Crude, Museu da Cidade/Pavilhão Branco, Lisboa (2007). Entre as exposições colectivas em que participou, incluem-se: Colónia Apócrifa, Museu de Arte Contemporânea de Castilla Y Leon, Espanha (2014); Paisagem e Natureza, Museu de Évora, Évora (2013); Para Além da Historia, Centro Internacional das Artes José de Guimarães, Guimarães (2012); O Fim do Mundo, Centre Culturel de Rencontre Abbaye de Neumünster, Luxemburg (2012); MUITO OBRIGADO - Artistas portugueses en la colección de la Fundación Coca-Cola, DA2 Domus Artium, Salamanca, Espanha (2010); Do Séc.XVII ao Séc.XXI: além do tempo, dentro do Museu, Museu Nacional Soares dos Reis, Porto (2009); Opções & Futuros - Obras da Colecção PLMJ, Museu da Cidade Lisboa (2009); Café Portugal, Design Factory, Bratislava, Eslovénia / Fundação Eugénio de Almeida, Évora e Museu Carlos Machado, Ponta Delgada, Açores (2008); Where are you From? - Contemporary Art from Portugal, Faulconer Gallery, Grinel College, Iowa/USA (2008); Jardim Aberto, Palácio de Belém, Lisboa (2007); Entre a Palavra e a Imagem, Fundación Luís Seoane, La Coruña (2006). Encontra-se representado em diversas colecções nacionais e internacionais, e é detentor de vários prémios de Arte.

 

 

 

 

 

SERVIÇOS - ACTIVIDADES


Destaques

{tit}

{tit}

{tit}

{tit}

 

{tit}

 

rss