Home Governo de Portugal DGPC Home UNESCO
English Version

VIRTUOSI em Portugal: - THE GREEKS

Tomar, 30/06/2014

Virtuosi é um workshop de interpretação com um formato único que reúne décadas de exploração na área das técnicas de interpretação e anos de experiência profissional. Acontece de 5 a 16 de julho no Convento de Cristo de Tomar.
 
Virtuosi não é apenas mais um workshop, é um lugar onde artistas talentosos e dedicados se irão reunir para criar livremente, para serem desafiados e inspirados. Num espaço em que poderão compartilhar com outros artistas, de todo o mundo, um fervilhar e estimular de ideias e experiências.
 
A primeira edição de Virtuosi em 2013, no Castelo de Wietra, na Áustria foi integralmente dedicada a textos de Shakespeare e surgiu a pretexto da comemoração do que 10 º aniversário da IT New York (ITNY), uma escola itinerante dedicada à formação assente no aperfeiçoamento de uma técnica de interpretação construída sobre os princípios de Strasberg e Stanislavski.
 
À coprodução com a Companhia Clara Andermatt (ACCCA), companhia de dança contemporânea, fundada por Clara Andermatt e com sede em Lisboa, juntou-se o apoio e a parceria do Convento da Ordem de Cristo em Tomar. Esta coprodução, resultante da colaboração duradoura entre a ACCCA e Robert Castle (ITNY) que teve início em 2008 com a organização de vários workshops sobre "O Método" em Lisboa e no Porto, dá continuidade a uma tradição de excelência e paixão em atuar ao embarcar em Virtuosi 2014 - Os gregos.
 
Foi selecionado um grupo de 22 atores de várias nacionalidades para trabalhar intensivamente durante duas semanas no desenvolvimento de alguns dos textos da dramaturgia clássica, como Édipo, Antígona ou Hecuba, que constituem os mitos fundadores da sociedade ocidental, incentivando a criatividade dos participantes enquanto artistas e pessoas usando novas técnicas, exercícios e procedimentos de ensaio que vão desafiar o seu talento ao extremo. Integram o grupo, profissionais de diferentes países como França, Portugal, Polónia, Inglaterra, EUA, Alemanha, Noruega e Áustria.
 
Devido à natureza desta formação, a escolha do local para a realização do workshop foi condicionada pela intenção de se proporcionar um ambiente especialmente inspirador, com uma variedade de espaços onde os participantes pudessem concentrar-se exclusivamente no seu trabalho. Como um dos mais importantes monumentos históricos e artísticos de Portugal em destaque na lista de Património Mundial da UNESCO, o Convento irá assim definir o cenário para o Virtuosi, fornecendo-nos a atmosfera ideal para o nosso trabalho.
 
 


A ACCCA, o ITNY e o Convento de Cristo convidam ainda a população a estar presente em atividades de ligação à comunidade:

1. Observadores do workshop "Virtuosi" - Público alvo: Comunidade artística, alunos de ensino artístico, escolas de teatro. Máximo 2 observadores/ dia

Datas: 5 a 9 / 12 a 15 de Julho - Horário: 10h às 18h

Possibilidade de assistir a um dia do workshop. Os interessados podem participar nos exercícios de relaxamento durante a manhã e observar os trabalhos de preparação das cenas durante o resto do dia.

2. Aulas para a comunidade de Tomar - Público alvo: alunos de ensino artístico, escolas de teatro. Máximo 20 inscrições por aula

Datas: 10 e 11 de Julho - Horário: 10h às 14h

Duas aulas de 4 horas de iniciação sobre "O Método" com um dos professores do IT New York (Robert Castle, Alejandra Orozco, Kirsten Russell ou Celine Perra). Inclui exercícios de memória sensorial e improvisação.

3. Apresentação Pública Informal do "Virtuositi" - Público alvo: Comunidade artística, alunos de ensino artístico, escolas de teatro, profissionais e estudantes de línguas, história e literatura. Máximo 10 espectadores

Data:16 de Julho - Horário: 14h às 19h (a confirmar)

Apresentação pública informal das cenas trabalhadas pelos participantes do "Virtuosi" ao longo dos 10 dias de workshop. Inclui excertos de textos da Antiguidade Clássica como Édipo, Antígona, Lisistrata, Medeia, Electra ou Hecuba. Cerca de 12 cenas de 15 minutos, seguidas de apreciação final pelos professores.

Os convidados a assistir a estas sessões podem escolher permanecer todo o dia ou acompanhar apenas parte das cenas (mínimo 2 cenas).

 

 

 

 

BIOGRAFIAS:

 

ROBERT CASTLE Actor, encenador, realizador, argumentista e pedagogo norte-americano. Iniciou a sua formação de intérprete com Lee Strasberg e Peggy Feury. Participou como ator convidado em várias séries de televisão, filmes e peças de teatro em Nova York e Los Angeles. Frequentou a Escola de Cinema da UCLA. Realizou e escreveu o argumento de filmes que lhe valeram o Prémio do Júri na Film Expo de N.Y. e um prémio de mérito do Festival internacional de Cinema de Chicago entre outros. Como encenador, Robert Castle especializou-se em dirigir peças de Edward Allan Baker, Richard Vetere, John Patrick Shanley, D. McDonald e Luigi Pirandello. Antes de fundar a sua própria escola, a IT New York, em 1995, leccionou produção de vídeo e escrita de argumentos na State University de Nova York (SUNY), interpretação na UCLA, Oberlin College e no Instituto de Teatro Lee Strasberg, em Nova York.

 

ALEJANDRA OROZCO Actriz e encenadora mexicana faz carreira em Nova York onde trabalhou com a Companhia de teatro Repertorio Español em várias produções interpretando papéis de destaque em A festa do Bode (Ace Award 2004 - Melhor actriz), A paixão segundo Antigona Perez (Hispanic Organization of Latin Actors Award 2000 - Melhor actriz), Doña Rosita la Soltera (Ace award 2006-Melhor Actriz) Yerma, A Casa de Bernarda Alba, Casamento de Sangue, Crónica de uma Morte Anunciada, Parece Blanca (HOLA Award 2001-Melhor Actriz). Também em Nova Iorque protagonizou Mulher Só, de Dario Fo e A Noiva de Olneyville Square, de Edward Allan Baker. Interpretou a nível internacional no Queen Elizabeth Hall, em Londres, no Festival Internacional de Cervantino, Festival Internacional de Manizales na Colômbia, no Teatro Sor Juana Ines e Teatro Julio Castillo no México, entre outros. Em cinema podemos vê-la como protagonista em La Mirada Perdida, realizado por Delia Izcalbalceta, em Milk and Honey e Virgil Bliss do realizador Joe Maggio e Dirt, de Nancy Savoca. Foi-lhe atribuída a Bolsa para Jovens Criadores do Fundo Nacional para as Artes do México e por duas vezes a Bolsa para Desenvolvimento Profissional no Estrangeiro da mesma entidade. Encenou vários espetáculos no México, e fez a sua estreia como encenadora em Nova York com a peça la Malasangre, de Griselda Gambaro (HOLA Award 2003 e Ace award 2003 para melhor encenação). Dirigiu ainda as peças A Place Without Seasons, de Ramirez; Face Divided, de Edward Allan Baker; Bestiario de Brujas, de Cecilia Lemus; Connecting People, de Elena Guiochins; Lejos del Corazon, de Estela Leñero; Julio sin Agosto, de Carmina Narro entre outras. É cofundadora da escola IT New York com Robert Castle, com quem lecciona workshops de interpretação nos Estados Unidos, Portugal, França, Itália, Alemanha, Dinamarca, Noruega, Suíça, Irlanda, Espanha, e Brasil.

 

A COMPANHIA CLARA ANDERMATT, criada em 1991, suporta e organiza as atividades artísticas e pedagógicas da coreógrafa Clara Andermatt e presta apoio logístico e administrativo a alguns criadores com os quais partilha afinidades artísticas. Com uma presença destacada no universo da dança contemporânea, e com uma relação marcada pelo cruzamento com outras áreas artísticas, a Companhia Clara Andermatt desenvolve a sua atividade ao nível da criação, produção, difusão nacional e internacional, formação, cooperação e intercâmbio. A ACCCA é financiada pela Secretaria de Estado da Cultura / Direcção-Geral das Artes.

SERVIÇOS - ACTIVIDADES


Destaques

{tit}

{tit}

{tit}

{tit}

 

{tit}

 

rss