Home Governo de Portugal DGPC Home UNESCO
English Version

Apresentação + Política de Privacidade

O Convento de Tomar é um maravilhoso e formidável monumento com um prestígio e valor incalculável, reconhecido mundialmente como CONVENTO DE CRISTO que pode ser grande impulsionador do desenvolvimento regional e nacional, ao mesmo tempo que elemento agregador da identidade nacional.

Representa um espaço mítico desde a fundação do Castelo templário por Gualdim Pais, permanecendo no imaginário como a Casa dos Cavaleiros Templários. Mítico ainda, porque nos seus Paços viveu e pensou a estratégia das Descobertas o Infante D. Henrique. Foi aqui, também, que o Rei D. Manuel I imprimiu, para o futuro, a sua concepção imperial do mundo, antes de D João III impor a sua visão de recolhimento e clausura. Foi este local que Filipe II de Espanha escolheu para marcar, simbolicamente, a tomada de poder em Portugal, e foi ainda por aqui que passaram algumas das tragédias dos séculos XVIII e XIX, como as Invasões Francesas e a Revolução Liberal.

História tão marcante não impediu, todavia, longos períodos de apagamento, sobretudo até meados do séc. XX, a que se seguiram, mais recentemente, campanhas de obras de reabilitação, restauro e conservação do conjunto arquitectónico e envolvente.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

INFORMAÇÃO A CONSTAR DOS SÍTIOS DA DGPC E DOS SERVIÇOS DEPENDENTES

1. Com a entrada em vigor do novo Regulamento Geral de Proteção de Dados (REGULAMENTO (UE) 2016/679 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO, de 27 de abril de 2016), a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), criada pelo Decreto-Lei nº 115/2012, de 25 de maio, incluindo os serviços dependentes identificados no Anexo I do mesmo diploma legal, procedeu à atualização da sua política de privacidade.

2. Os seus dados pessoais são importantes para a DGPC, assumindo-se o compromisso em garantir a sua proteção.

3. A DGPC conserva apenas os dados necessários para os contatos fundamentados.

4. Estes dados são utlizados exclusivamente para efeitos de envio de informação relativa às finalidades para que são utilizados, não sendo, em caso algum, fornecidos a outras entidades, salvaguardando as exceções legais.

5. Os dados são conservados numa base de dados apenas enquanto durar a relação com os seus titulares, excetuando a possibilidade excecional de conservação, nos termos da alínea j) do nº 2 do artigo 9º, e do artigo 89º, ambos do RGPD, e/ou enquanto a DGPC estiver obrigada por imposição legal/tributária.

6. Os titulares têm o direito de aceder, atualizar, retificar ou apagar os seus dados pessoais, ou ainda optar por não receber as comunicações da DGPC.

7. Os termos da política de privacidade constam genericamente dos sítios da DGPC, dos seus serviços dependentes ou ainda das redes sociais.

8. Legislação aplicável:

• REGULAMENTO (UE) 2016/679 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 27 de abril de 2016 relativo - Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (RGPD)
• Lei n.º 58/2019, de 8 de agosto
• Lei n.º 26/2016, de 22 de agosto
• Resolução do Conselho de Ministros n.º 41/2018, publicada no DR de 28 de março

9. Contatos do Encarregado de Proteção de Dados: Filipe N. B. Mascarenhas Serra - técnico superior da DGPC; fserra@dgpc.pt

 

SERVIÇOS - ACTIVIDADES


Destaques

{tit}

{tit}

{tit}

{tit}

 

{tit}

 

rss